ISSN: 2697-0708 ● DOI: 10.51443/RestauraRios

Portada revista 2

Espaços de governança para adaptação às mudanças globais nos rios mediterrâneos: o projeto REDAPTA nas bacias dos rios Tordera e Serpis

Broekman, A. • Garófano-Gómez, V. • Martínez-Capel, F. • Sánchez-Plaza, A.

Resumo

O projeto REDAPTA, "Espaços de Governança para Adaptação às Mudanças Globais dos Rios Mediterrâneos", desenvolveu as suas atividades simultaneamente nas bacias dos rios Tordera (Catalunha) e Serpis (Comunidade Valenciana). O projeto trabalhou em colaboração com dois “espaços de governança”: a “Taula del Delta i de la Baixa Tordera” e a “Plataforma Ciutadana por a la Defensa del Riu Serpis”. Foi seguida uma metodologia para o processo de co-design, com o objetivo de trocar conhecimentos e fomentar a deliberação, e o resultado foi um documento de adaptação estratégica, para cada bacia, que inclui dez medidas de adaptação concretas coproduzidas com os stakeholders. O segundo resultado do REDAPTA foi um manual que descreve os conceitos e a abordagem aplicados, as principais etapas metodológicas do processo de co-design e as lições aprendidas durante sua aplicação. Com o objetivo de sensibilizar a população e dar visibilidade à importância do monitoramento participativo das ações de melhoria dos rios, foi realizada uma atividade de campo nos dois rios, com uma primeira parte de treinamento e uma segunda parte de colheita de informações. Os participantes puderam conhecer um trecho do rio e, utilizando as ferramentas digitais desenvolvidas pelo projeto, puderam registar diferentes observações e indicadores para a sua caracterização básica. Por último, com o objetivo de promover a abordagem inovadora do projeto, foi realizado um dia de troca de experiências entre diferentes organizações, explorando o seu interesse na criação de uma “Rede Ibérica de Espaços de Governança para a Gestão da Água”.

Palavras chave

Adaptação, Alterações climáticas, Co-design, Governança, Plataforma multissetorial